segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Gato Birmanês macio como a zibelina

O pelo do gato birmanês é tão fino e macio que ele frequentemente é chamado de gato zibelina. Na realidade, ele não é originário da Birmânia, mas sim dos Estados Unidos. Seu ancestral é um gato meio siamês, meio malaio, que um médico californiano, apaixonado por genética, trouxe da Birmânia. Depois de algumas tentativas, esse médico obteve a raça atual, fixada, definitivamente por outra do ano de 1930. Posteriormente, ele foi introduzido na Europa.
  O gato birmanês tem um talhe médio, mas é comprido e elegante. Seu pescoço é longo e magro e, como os siameses, seus pés são ovais. A cabeça geralmente é triangular. As orelhas são retas e abertas na base. A cauda afilada termina às vezes por um leve nó.
  Os olhos amendoados têm nuanças que vão do dourado ao amarelo-pálido. O pelo lustroso é marrom-escuro no dorso e vai clareando em direção ao ventre e ao peito. Além de ser mais social que o siamês, o gato birmanês é também mais ágil e afetuoso.



Pelagem

Ele  possui um pelo curto, muito lustroso com um efeito vitrílico, sedoso e com sub pelos suficientes para conferir um ligeiro volume. Existem quatro variedades de cores, todas com olhos dourados ou amarelos, outras cores são permitidas como citado anteriormente, mas são mais raras. Os exemplares de coloração mais comum são o castanho, o chocolate, o lilás e também o azul.

Temperamento

O grande caráter é o que  torna ideal para ser um animal de companhia, principalmente se for para crianças. Possuem uma tendência de ser gatos muito carinhosos pelo que lhes agrada no contato com outras pessoas. São bastante brincalhões e muito divertidos, costumam dar muita vitalidade e alegria ao ambiente que estão.
É considerado como um gato bastante tranquilo, muito inteligente e que apresenta uma característica bastante curiosa quanto aos seus sons. Apesar de não ser mudo é muito calado e não faz sons como é comum em outros gatos. Existem apenas raras situações onde se pode escutar ele fazer  fazer sons.
É uma excelente alternativa para se ter em casa, pois ele se dá muito bem com cães e também crianças, você terá apenas um trabalho em escová-lo. Apesar de ser fácil será necessário o escovar várias vezes.
É um gato que adora estar nos pés do dono, e muitas vezes irá saltar em seu colo quando você menos esperar.



  Ele  é sempre muito amigável e não muda o seu humor, curioso e com uma natureza muito especial é uma raça bastante popular. Se forem ensinados desde pequenos eles irão lhe cumprimentar quando você chegar ou pedir por carinho. Estão sempre atentos a tudo o que acontece ao seu redor. São muito carentes, e se sentirem ignorados ficam muito tristes.
Gostam muito de explorar os ambientes, tudo o que se mexe ou faz algum barulho  despertando seu interesse. Por ter um corpo musculoso e forte, gosta muito de subir em lugares muito altos e surpreender alguém que esteja desavisado. Apesar de ser divertido quando é filhote, é importante sempre se colocar limites desde pequeno para que ele não vire um gato inconveniente.
É uma raça ideal para famílias que tem crianças e idosos, ou mesmo para quem procura por gatos mais tranquilos e menos interativos.

Saúde

Por ser um cão muito carente de atenção, o ideal é ter mais gatos ou mesmo outros animais para que possam lhe fazer companhia enquanto seu dono não estiver em casa. Não é recomendado como um felino para espaços pequenos, como apartamentos ou mesmo casas muito pequenas. Para que viva bem é muito importante que ele possa ter sempre brinquedos a sua disposição para que possa gastar a sua energia.
É importante que ele seja alimentado com uma ração de qualidade, porém é importante que se observem alguns problemas de saúde possíveis que podem acontecer, como a obesidade. Gatos que são obesos tem uma maior propensão para serem doentes, podendo ter até mesmo dificuldades para realizar a sua higiene pessoal, por isso deverão ter cuidados com uma maior frequência.
Uma boa dica para o gato desta raça ter uma boa saúde, é a frequência de seus banhos, o banho é essencial para livrar os gatos tanto de doenças de pele como pulgas e carrapatos. Para esta raça procure dar banho de 15 em 15 dias o que é suficiente.
Alguns donos de gatos acreditam que eles não precisam tomar banho, pois tomam banho sozinhos enquanto se lambem, apesar disto é importante se observar que geralmente este banho não é o suficiente para manter o pelo do felino totalmente saudável.



Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnívora
Família: Felidae

Característica:
Comprimento: cerca de 35 cm
Expectativa de Vida 15 a 18 anos
Cabeça triangular

As pulgas podem representar perigo á saúde do seu gato

Mais do que uma simples coceira ou incômodo, as pulgas podem representar risco à saúde do seu gato. O minúsculo parasita, que se alimenta do sangue de mamíferos e aves, é muito comum, principalmente nos felinos que frequentam a rua. Por isso, quem tem gatos em casa precisa estar atento às formas de prevenção das infestações, adotando mecanismos de controle que não devem ficar restritos ao animal. É preciso também cuidar do ambiente onde ele vive.
O perigo é real. Cerca de 30% a 40% dos felinos já se contaminaram com verminose por causa de pulgas.  A pulga defeca quando pica o animal e pode eliminar ovos do Dipylidium caninum, que se aloja no intestino do animal. Como o gato tem o hábito de se lamber, ele acaba ingerindo o verme e, além de se contaminar, pode passar a doença para os outros. O tratamento é à base de vermífugo.
O mal mais grave causado pelas pulgas é a hemobartonelose felis, causada por uma bactéria que é inoculada na corrente sanguínea e começa a se reproduzir nas células do felino, até rompê-las. É uma doença que gera anemia e pode evoluir para uma série de problemas, inclusive o óbito do animal se não for descoberta com rapidez. Muitas vezes, o gato precisa passar por transfusão de sangue e ficar internado.  Com o diagnóstico precoce, o caso se resolve com antibióticos.
Mais brandas e também mais comuns são as dermatites alérgicas à saliva da pulga (Dasp). Pelo menos 50% a 60% dos gatos já apresentaram ao menos uma vez o problema. O animal se coça e a dermatite acaba evoluindo, gerando um prurido intenso. Podem haver descamações e até lesões bacterianas. Além de retirar as pulgas, é preciso dar antialérgicos ou corticoides e, quando existe uma infecção secundária, entrar com antibióticos.


Qual é o melhor método antipulgas?

Após a identificação das pulgas no gato, é extremamente necessário agir para acabar com elas o mais rápido possível!
Para isso, existem diversos métodos. Conheça todos eles e avalie qual é o ideal para você, além de verificar com um médico veterinário.

Shampoo Antipulgas para gatos Xampu antipulgas
A eficácia é baixa, durando apenas 24 horas, por isso, pode ser utilizado como método emergencial.
É fácil de aplicar, assim como um xampu convencional e possui um custo acessível. É importante dar banho no  gato com cuidado para não deixar que entre em contato com os olhos dele!
Não possui efeitos colaterais, mas no dia seguinte, já pode haver presença de pulgas novamente.

Coleiras antipulgas
Estas coleiras liberam continuamente o princípio ativo antiparasitário e sua vida útil é de no mínimo 5 meses.
É o melhor método para prevenção de parasitas, e não para um tratamento intensivo de infestação.
Em casos extremos, pode haver reação alérgica a algum componente da coleira, e seu uso deve ser imediatamente interrompido. Animais que não possuem o hábito de usar coleira, podem estranhar a presença, então é necessário avaliar se é uma boa solução mesmo para o seu  gato.





Talcos antipulgas
Não é um método muito utilizado, mas é bem interessante para aplicação em filhotes a partir de 3 meses e é uma solução para não haver necessidade de dar muitos banhos no cão ou gato (pois eles não podem tomar banhos com grande frequência).
Existem também versões de talco para aplicar em ambientes, como os cômodos da casa e caminha do animal.
É preciso muito cuidado na hora do tratamento com talco, pois não pode haver contato com os olhos e nem boca.
Ele funciona a partir da ação de aplicar o talco no dorso e passar uma escova para remover bem o excesso.

Sprays antipulgas
São uma ótima forma de combate eficaz às pulgas, tanto para prevenção quanto para tratamento de infestações, com ação imediata!
Os sprays possuem fácil aplicação, basta ser espirrado no corpo inteiro do animal, tomando cuidado para não afetar focinho, boca e olhos. Mas é preciso atenção! Em casos de pelos compridos, é necessário afastá-los para que a composição do spray atinja diretamente a pele.
Existem também no mercado sprays para ambientes, ótimos para prevenção de pulgas e no momento do tratamento também.
Os insetos se reproduzem muito rapidamente e escolhem lugares quentes para botar ovos e continuar o ciclo de vida.
Por isso, é essencial aplicar este spray em cômodos, tapetes, caminha, sofás, carro, locais em que o animal mais fica e em pequenos espaços, como rodapés e assoalhos, para combater insetos, larvas e ovos.
Dentre os mais diversos Sprays Antipulgas, recomendo  o Fleegard da Bayer, o Defendog da Virbac e o já conhecido Frontline Spray.

Pipeta Antipulgas para GatosPipetas ou bisnagas
Semelhantes ao spray, as pipetas (também conhecidas por bisnagas e ampolas) possuem uma composição bem concentrada, por isso a ação é um pouco mais lenta, mas igualmente eficaz!
Para tratar um animal, é necessário aplicar o líquido da pipeta no dorso, é simples! Esta composição penetra na pele e se espalha pelo corpo todo através das glândulas sebáceas, o que pode levar até 2 dias para completar a ação totalmente.
A eficácia dura até 3 meses e combate também carrapatos e outros parasitas.

Tabletes mastigáveis
Pouco conhecido, mas bastante eficaz e fácil, o método de tabletes é bem interessante!
Ainda é novidade no mercado, mas as marcas que oferecem garantem qualidade no tratamento contra pulgas, bastando apenas oferecer um tablete ao animal, que após ingeri-lo, a ação já começará a acontecer no corpo.
A ingestão do tablet promove proteção por 30 dias e é ideal para animais que possuem algum tipo de alergia a medicamentos ou dermatite grave, evitando o contato da pele com um remédio que possa irritá-la.


Como evitar e prevenir pulgas?

Alguns métodos apresentados são mais eficazes para prevenção, como as pipetas, coleiras e tabletes.
Manter um local sempre limpo e arejado é essencial, além de observar o comportamento do animal após contato próximo com outros animais e locais estranhos. Sempre que possível, aplique inseticida pela casa e cômodos, e deixe que o ambiente esteja bem ventilado e nenhuma pessoa ou animal esteja por perto. É importante também aspirar tapetes e pisos constantemente.
Algumas dicas caseiras podem ajudar na prevenção. Não é comprovado, mas há quem diga que dá certo! São elas:

Tigela com água e detergente
Essa mistura de água com detergente é extremamente tóxica para pulgas, então pode servir de armadilha. Há pessoas que sugerem colocar a tigela embaixo de uma fonte de luz (próxima ao chão) que as pulgas serão atraídas e não conseguirão sair da água, acabando assim por morrerem após um tempo.

Spray para ambiente
Misture cerca de 1 litro e meio (ou metade de um balde) de água com 1 copo de vinagre de álcool + 1 copo de cloro + ½ copo de sal. Coloque essa mistura em um borrifador e espalhe pela casa, nos rodapés, assoalhos, cantos de cômodos, carpetes, tapetes, caminha do seu animal e em lugares que ele fica mais tempo. Cuidado para não deixá-lo entrar em contato com este “remédio caseiro”!
Para ambientes externos, recomendo  o K-Othrine da Bayer, um poderoso inseticida que age contra pulgas, carrapatos, baratas, formigas e muito mais!

Vinagre de maçã
O vinagre é um ótimo aliado da saúde de todos, pessoas e animais. Existem diversas sugestões de aplicação dele no dia-a-dia dos animais. Ofereça pequenas quantidades de vinagre diluídas em bastante água para seu pet que a saúde dele pode melhorar bastante, além de prevenir pulgas.
Borrifar uma mistura de 1 parte de vinagre para 5 ou mais de água  na pele do  gato também pode ajudar a acabar com as pulgas, tenha cuidado com os olhos, ouvidos, focinho e área irritadas ou machucadas da pele.

Dicas
Coloque cascas de banana na área infestada. A parte de dentro da casca deve ficar virada para cima e não em seu tapete ou chão. Dentro de alguns dias, as pulgas estarão mortas.
Usar aspirador de pó pode matar tantas pulgas quanto qualquer produto e é muito eficaz em pisos de madeira em que há brechas. Aspire o cômodo infestado duas vezes por dia e veja se você consegue acabar com o problema.
Lembre-se sempre de que algumas soluções, mesmo sendo “naturais”, podem ser perigosas para animais e pessoas. Fique atento a qualquer sinal de desconforto ou doença.
Sempre pergunte ao veterinário antes de tentar qualquer remédio caseiro. Ele poderá verificar o quão seguro é o tratamento para seu animal e pode lhe dar mais dicas de como tratar e prevenir pulgas.
Guarde cascas de laranja ou toranja e coloque-as na água antes de seu bichinho tomar banho. (Se você não tiver problemas com isso.) Pulgas geralmente odeiam esse cheiro e podem pular para fora, mas faça isso sempre na parte externa da casa.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Chihuahua o boa vida

A moda de cães pequenos não é nova. O cão maltês era conhecido na Grécia e Roma antigas. Os romanos também tiveram miniaturas de galgos. Os cães de estimação muito pequenos são chamados cães-de-colo. O menor deles é o chihuahua, cujo peso varia de 1 a 3 kg. O chihuahua originou-se no México. Seus ancestrais são o cão asteca (o techichi) e pequenos cães de caça usados por índios. Os paleontólogos, no entanto, afirmam que nenhuma espécie de cão existia no México antes da conquista espanhola.
    Apesar do seu tamanho, o chihuahua é forte e corajoso, pois não teme os cães maiores. Além disso, é excelente caçador de ratos e esquilos.
  Estes cães vivem melhor dentro de casa do que no exterior, uma vez que não lidam bem com o frio, sendo, aliás, habitual, vê-los vestidos com roupa própria para cães.


  Existem duas variedades de chihuahua: uma de pêlo curto e outra, mais rara, de pelo ondulado. A coloração da pelagem pode ser avermelhada, marrom, creme, preta, cinza-prateado e diversas tonalidades de misturas. A fêmea dá à luz um ou dois filhotes de cada vez.

Temperamento do Chihuahua

Chihuahua pelo curto e pelo longo o atrevido Chihuahua conquistou seu lugar como cachorro toy preferido por sua intensa devoção a uma única pessoa. Ele é reservado com estranhos, mas geralmente se dá bem com outros cães e animais da casa. Alguns tentam ser protetores, mas não são muito eficientes nisso. Alguns podem ser corajosos, e outros mais tímidos. Normalmente é temperamental. Alguns latem.


Como cuidar de um Chihuahua

O Chihuahua é um cão animado, mas que pode se exercitar correndo dentro de casa. Gosta de explorar o jardim ou fazer passeios curtos com coleira e adora acompanhar a família em atividades ao ar livre. O Chihuahua não é um cachorro para viver do lado de fora. Ele odeia o frio e busca calor. Os cuidados com o pelo são mínimos. Para cuidar do pelo, basta escová-lo duas ou três vezes por semana.

 Saúde do Chihuahua

Principais Preocupações: nenhuma
Preocupações Menores: estenose pulmonar, hidrocefalia, luxação da patela,olho seco
hipoglicemia
Vistos Ocasionalmente: nada
Exames Sugeridos: coração, joelhos
Expectativa de vida: 14-18 anos




Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnívora
Família: Canidae
 Características: (chihuahua)
Altura: até 20,5 cm
Peso: 1 a 3 kg
Tempo de vida: 15 anos

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Gato Siamês, protegido pelo Rei

Foi na Tailândia (antigo Sião) que os ocidentais viram esses gatos siameses pela primeira vez. Eles ficavam cuidadosamente protegidos no  palácio real de Bangkok. Foram levados para a Inglaterra em 1884 e daí se espalharam para outras partes do mundo.
 A elegância do corpo e a graça dos movimentos conquistaram para o siamês o título de príncipe dos gatos. Mas é o miado desagradável e a personalidade incomum que realmente o distinguem. Em relação ao dono, ele se comporta mais como um cão do que como um gato.
 O gato siamês adora ser acariciado e pode passear atado numa coleira. É fiel e ciumento.
 A fêmea do gato siamês requer cuidados especiais. No cio, ela fica quase histérica. Pode rolar pelo chão, gemendo, ou correr pela casa, rasgando ou arranhando tudo que encontrar pela frente. Ela deve acasalar o mais cedo possível. Um mês depois do acasalamento, sua tetas começam inchar e os filhotes podem ser sentidos em seu ventre. eles nascem brancos e vão mudando de cor à medida que crescem.


Temperamento imprevisível

Algumas raças de gato tem tendência a serem mais agitados, e outras mais calmas. Entretanto, a raça Siamês é geralmente imprevisível no seu temperamento. São gatos conhecidos por serem muito amáveis e fieis, mas seu comportamento não é sempre o mesmo. Alguns gatos parecem muito ativos e de repente estão quietos, o que pode assustar alguns donos. A questão é que a raça é muito independente e tem seu próprio ritmo.
A socialização é muito importante para qualquer gato, e o Siamês, por mais dócil que seja, não escapa disso. Eles podem ficar ariscos a desconhecidos e com ciúme do dono se não forem acostumados desde cedo a lidar com humanos e outros animais. É importante deixar seu gato explorar os pés e o colo dos amigos ou parentes que visitam a casa, o fazendo sentir cheiros diferentes e se acostumar com essa sensação.
Uma característica bem marcante da raça é ser vocal, o siamês se comunica muito através dos sons. Se ele está descontente, mia, se ele está feliz, mia, se ele está com fome, também mia. É uma ótima raça para quem gosta de conversar com o gato e ser respondido. Eles também são muito curiosos e inteligentes, o que os faz aprender truques e o lugar das coisas rapidamente.



É uma raça muito apegada à família, e também é ótimo com crianças e outros animais, por ser muito carinhoso e paciente. Filhotes de gato siamês acompanham o ritmo de uma criança que gosta de brincar e correr, por exemplo, mas também sabem ser calmos quando precisa.
A castração é indicada para quem não pretende gerar ninhadas por evitar o temperamento forte das fêmeas no cio, que é muito comum em siameses. Elas atingem a puberdade antes do que as outras raças, o que pode pegar o dono desprevenido por uma mudança de comportamento muito rápida e sem motivos.
Castrar o gato , principalmente o macho, também evita que o gato explore demais os ambientes e acabe caindo de algum lugar alto – caso o dono more em apartamento, por exemplo – por conta de sua personalidade curiosa.
Brinquedos para distrair o gato enquanto o dono não está em casa ou está ocupado são ótimos para controlar suas explosões de felicidade e adrenalina. Arranhadores e bolinhas com ração são ideais para distrair o gato quanto é necessário. Também é bom ter uma árvore de gatos em casa, para o gatinho poder explorar a altura e o chão o quanto quiser, sem ficar limitado a um único plano que o deixe entediado e acabe causando mordidas em sapatos e sofás arranhados.

 Todo cuidado é necessário com seu gato Siamês

Apesar de ser um gato muito popular, o Siamês é também bastante frágil. O pelo cai muito, e gatos que perdem muito pelo precisam de escovação diária, pois se lambem e isso forma bolas de pelo com mais facilidade no estômago. Eles necessitam de ajuda na higiene bucal e auditiva, para evitar a proliferação de bactérias que podem causar mau cheiro.
Também pode haver excesso de secreção ocular e nasal, o que prejudica o bem estar do animal, causando extremo desconforto. É importante manter seus olhos e focinho sempre limpos, sem deixar qualquer resíduo secar no pelo, porque ele só acumularia e acabaria fechando as vias nasais ou prejudicando a visão do bichinho. Alguns donos de repente veem que seu gatinho está com os olhos colados e ficam desesperados, mas isso é só o acúmulo dessa secreção, que pode ser facilmente evitada passando um pano de algodão úmido com água pelo local todos os dias para limpar.
O cuidado com a alimentação do gato Siamês é um ponto extremamente importante para criá-lo, porque ele tem facilidade em desenvolver problemas renais e na bexiga, como pedras. A ração de qualidade, combinada com boa hidratação, evita que o gatinho sofra com esses problemas. Por isso, é importante a visita periódica ao veterinário, só para exames de rotina e para uma boa orientação do profissional quanto aos cuidados com água e a ração certa para a idade e peso do gato.



Um problema que também envolve a alimentação é a tendência de alguns siameses de desenvolverem variações muito grandes de peso, como magreza excessiva ou até obesidade. Por não ter patas robustas e fortes, é importante que o gato não tenha sobrepeso, pois pode desenvolver fraqueza nos membros e acabar com mobilidade reduzida, o que o engordaria mais ainda.
Também é comum encontrar gatinhos siameses por aí que sejam estrábicos. Isso não é um problema, é uma característica da raça, alguns gatos conseguem viver perfeitamente bem com seu estrabismo. Porém, uma avaliação médica é crucial para saber todas as limitações que um estrabismo agudo pode oferecer ao gatinho. Alguns gatos muito estrábicos precisam passar por cirurgias de correção ocular e tratamentos específicos para cuidar da visão.
                                                         Filo: Chordata
                                                        Classe: Mammalia
                                                        Ordem: Carnívora
                                                         Família: Felidae

                                                        Características:
                                                        Patas traseiras mais compridas que as patas dianteiras
                                                       Olho azul-escuros e oblíquos
                                                       Pêlo fino, curto e brilhante
                                                       Período de gestação: 62 a 66 dias
                                                       3 a 6 gatinhos por cria
   

Estudo diz que pombas são capazes de detectar câncer

Um estudo divulgado recentemente na publicação científica Plos One, apontou que pombas também podem ter capacidade de identificar tecido canceroso em mamografias e imagens digitalizadas.
Liderada pelo professor de patologia Richard Levenson, da Universidade da Califórnia, a pesquisa mostrou que as aves são capazes de distinguir entre tecido saudável e tecido canceroso.
Um dos experimentos realizados apresentou 144 imagens em preto e branco e em cores a oito pombas. Depois de visualizar cada imagem, as aves tinham que optar por uma tela azul ou amarela, que indicavam se o tecido era saudável ou doente. Os acertos eram recompensados com comida.



Depois de duas semanas de trabalho com as recompensas, a precisão aumentou de 50% para 85%. Para evitar a memorização, novas imagens foram intercaladas.

Um segundo experimento, para identificar microcalcificações geralmente associadas ao câncer, também teve sucesso. As respostas combinadas dos dois testes para com as oito aves deram um resultado final de 99% de precisão.


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Gato Persa , lindo ,leve e macio

Origem:Como o nome diz, este gato é originário da Pérsia, atual Irã. Ficaram conhecidos e se espalharam pelo mundo após a visita de um italiano que os levou para a Itália. Entretanto, o Persa que conhecemos é o resultado do cruzamento do Persa original com o Angorá.
 O pelo comprido é uma mutação que ocorre em várias espécies de mamíferos, tanto em coelhos e lebres, como nos gatos. Os gatos persas de hoje em dia são bastante diferentes dos seus antepassados do Oriente Médio.


  Eles são resultado de uma cuidadosa criação e seleção.

  Existem gatos persas de muitas cores e, algumas vezes, a fêmea pode ater até três cores diferentes. Sua aparência preguiçosa e quase decorativa pode nos fazer esquecer que esses gatos, exatamente como os outros, são perfeitamente capazes de apanhar ratos e camundongos. Os gatos persas com olhos azuis são frequentemente surdos. os gatos persas tricolores são sempre fêmeas. Seu andar, como seus pulos, dão uma notável impressão de leveza e elegância. Seu pelo comprido necessita de cuidados constantes.
Características físicas do Persa:
 As características do gato Persa são inconfundíveis. Ele é aquele gato com o rosto achatado, o pelo longo, sedoso e felpudo, para o qual existem mais de 100 variações de cores! Suas orelhas são arredondadas e pequenas, os olhos também são redondos e de cores brilhantes. Suas patas são redondas, curtas e musculosas, e seu rabo é curto e muito peludo. Com relação ao achatamento excessivo do rosto, as associações de felinos em todo o mundo impuseram limites à reprodução desses tipos, pois vários problemas de saúde se tornaram decorrentes dessa característica. O achatamento excessivo do rosto trouxe principalmente problemas respiratórios, nasais, infecções oculares, problemas neurológicos e deslocamentos no maxilar. Recomenda-se a aquisição de um Persa sem achatamento excessivo do rosto, que é identificado pela ponta do nariz mais alta que a extremidade inferior dos olhos.
Características do gato persa




Comportamento do Persa:
 Os seus miados são baixos e discretos, por isso são ótimos gatos para apartamentos e locais pequenos. São gatos carinhosos, apegados ao dono e dóceis. São preguiçosos e pouco ativos, podendo ficar horas dormindo ou repousando em um lugar aconchegante.
Cuidados com o gato da raça Persa:
Como foi dito, deve-se evitar tipos com o rosto muito achatado, pois isso pode acarretar sérios problemas de saúde. Ainda assim o dono deve ficar atento aos problemas listados acima. Os olhos, por exemplo, devem ser limpos frequentemente, pois eles sofrem de secreção lacrimal excessiva, podendo manchar o pelo e trazer desconforto. A limpeza deve ser feita com algodão molhado em água morna. Outro cuidado específico com a raça Persa é o momento do parto. A cabeça do filhote tende a ter um tamanho maior que o comum, e pode ter dificuldades em passar pelo canal vaginal da gata. O parto de uma gata Persa deve ser sempre acompanhado por um veterinário. Leia  também sobre como cuidar de um gato Persa pois eles precisam de cuidados bem específicos!



Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnívora
Família: Felidae

Características:
Comprimento: cerca de 35 cm
Corpo maciço
Patas fortes e curtas
Cauda curta e peluda
Cabeça quadrada, focinho curto e grosso
Orelhas pequenas e localizadas mais embaixo


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

O mistério da Orientação das aves

Se você se encontrasse perdido no meio de uma cidade, o que faria? Provavelmente pediria informações para passantes. E se fosse uma ave migratória querendo saber em que direção voar? Essas espécies resolvem seu problema de forma bem mais simples.A explicação de como  as aves se orientam vem a seguir .




Porque as aves migram?

As migrações são fenômenos voluntários e intencionais com carácter periódico com o objectivo de encontrar alimento e boas condições meteorológicas. Este comportamento não deve ser confundido com as deslocações ocasionais ou com os movimentos dispersantes.

Os factores que desencadeiam as migrações são pouco conhecidos. Em muitas aves observa-se o aumento das várias hormonas que iniciam o processo pré-migratório onde se pode observar a engorda e o crescimento das gônadas. Essas alterações das concentrações hormonais podem ser induzidas por modificações externas como a variação do número de horas de dia, a escassez de alimentos ou das modificações climatéricas.




Durante as migrações algumas aves orientam-se principalmente através da capacidade extraordinária de reconhecer características topográficas, como rios, arvores ou características do litoral. Noutras espécies a migração, durante o dia, parece ser orientada principalmente pela posição do sol e durante a noite pelo eixo estrelar de rotação. Extraordinariamente ainda existem outras espécies que se orientam principalmente através do campo magnético terrestre (esta capacidade foi comprovada através da desorientação dessas aves quando expostas a campos magnéticos artificiais). Quando as condições climatéricas, ou outras, não são favoráveis as aves podem mudar o modo como se orientam. Sabe-se que as aves juvenis ainda não têm o sentido de orientação muito bom, pelo que não é muito raro observar indivíduos juvenis perdidos, enquanto que os indivíduos mais velhos, mesmo quando recolhidos e soltos em outros locais, conseguem orientar-se, mudar a rota e chegar ao sítio certo. Ainda não se sabe muito sobre a orientação das aves, exemplos como o caso de uma pardela que, nos anos cinquenta, foi deslocada da sua toca numa ilha ao largo do País de Gales para ser libertada a quase 5000 quilômetros do outro lado do Atlântico, perto de Boston. Em apenas 12 dias regressou para a sua toca, tendo inclusivamente chegado antes da carta que os investigadores tinham enviado para o Reino Unido a avisar da libertação da ave. Para fazer este percurso foi necessário, para além de conhecer o local do seu ninho e a orientação dos pontos cardeais, saber a localização exata onde estão, mesmo que nunca tenham lá estado; esse mecanismo de localização permanece ainda um mistério.




Para as aves conseguirem finalizar as migrações necessitam, para além do sentido de orientação, de varias estratégias como voar apenas de noite aproveitando o dia para se alimentar, ou voar durante o dia para aproveitar as correntes térmicas diminuindo esforço físico ou, acumular reservas de gordura que permite percorrer grandes percursos sem paragens para se alimentar ou, ainda, como os passeriformes, percorrer pequenas distancias diárias, parando frequentemente para se alimentarem.

Os gatos tem seu próprio jeito de demostrar carinho

O primeiro passo para quem decide conviver com um gato é entender que ele não é cachorro. As pessoas que buscam um bichinho de estimação e que têm a carência dos cães como parâmetro estranham quando começam a conviver com um animal de tanta personalidade. Os gatos são companheiros e amorosos, mas dão carinho quando querem, como querem e, principalmente, no momento que for mais adequado para eles. Não ouse interromper o sagrado sono.



É preciso ter consciência de que é um ser vivo e, ao contrário do que dizem, o gato é um animal extremamente dependente do dono, apenas não dá trabalho. Muita gente se deixa levar pelo impulso, adota e, no primeiro imprevisto, abandona.

Estar preparado para cuidar de um gato envolve disposição para mudanças na casa. Eles gostam de sofás, sobem em todos os móveis, passeiam entre as plantas. Quem mora em apartamento, por exemplo, deve colocar telas nas janelas. Muita gente acha que gato não cai. Mas, se ele vir uma borboleta, ele não cai, ele se atira. Somente depois desses cuidados se deve pensar na escolha do animal. Existem critérios técnicos. Nenhum deles, no entanto, é mais importante do que você bater o olho e gostar. Tipo amor à primeira vista mesmo. Numa segunda etapa, comece a avaliar a pelagem, procure informações sobre o comportamento dos pais e atualize-se sobre a saúde do  gato .

Em relação à pelagem,   isso  pode  variar  de acordo com o gosto pessoal. Em alguns casos, os gatos de pelos longos, quando a limpeza não é adequada, podem apresentar pelos embolados, o que, em última instância, exige uma tosa.



Não existem tantas diferenças de atitude entre machos e fêmeas. As  fêmeas costumam ser menores e, se não forem castradas, dão trabalho no cio. Já os machos adoram dar voltas nas redondezas para marcar seu território.

Dica de como escolher um gato 


Filhotes
Um filhotinho sempre é uma fofura, mas exige tempo e dedicação. Precisam de cuidados rotineiros, acompanhamento veterinário e devem ser educados, socializados e treinados por você. Mesmo assim, sua personalidade adulta ainda será uma incógnita… Em 6 meses, o filhotinho já torna-se adulto, com mais de 4 ou 5 quilos.

Gatinhos de terceiros
Uma solução interessante também é o gato com a referência de pessoas próximas. O gatinho do vizinho de mudança, um filhote da ninhada da gata da prima, e por aí vai. A vantagem da referência pessoal é ter um histórico a respeito do bichinho, tanto sobre sua saúde como seu comportamento.

Adoção
Assim como os cães, uma infinidade de gatinhos também são sacrificados por não terem lares convencionais. Adotar um gatinho abandonado é uma maneira menos onerosa de adquirir um bichinho cuidado, vacinado e castrado. Cuidados básicos: verifique as instalações e condições do abrigo, e quanto mais sabatinado você for antes de levar seu amigo para casa, melhor: sinal de que o abrigo realmente quer que os bichinhos estejam em boas mãos.

Criadores de raça
Se você tem o desejo de possuir um gato de raça, procure bons criadores. Pesquise sobre a raça de seu desejo para conhecer suas características. Um bom filhote é caro, não se esqueça disso: tome cuidado com criadores de fundo de quintal ou pechinchas fáceis. Criadores sérios reproduzem menos e querem saber para quem estão vendendo.

Gatos de rua

De repente, nem escolher você precisa. Você pode ser escolhido. Há quem diga que os gatos de rua são os melhores: você não vai pagar, não vai passar por entrevistas e é certo que você estará salvando sua vida. O maior problema é o histórico: por não conhecer sua procedência, será necessário cobrir o custo veterinário de fazer um check-up completo no bichinho, com vacinas, vermifugação e esterilização.


sábado, 21 de novembro de 2015

Esta chegando o dia do bazar do Adote um Gatinho não perca !

Venho  falar um pouco  do evento  que vai acontecer em 06/12/2015. O bazar  do adote um gatinho , não ganho nada  com essa divulgação  apenas quero ajudar  divulgando porque  admiro  muito o trabalho que eles fazem  em tirar  os gatos abandonados da rua , tratar  e arrumar  um lar para eles .Uma Ong  honesta  , integra .Quer saber mais  sobre o bazar  ou a Ong  Adote um gatinho  é só clicar  na  imagem no final do  Tópico  formas de ajudar  .

O EVENTO
 
É no dia 6 de dezembro, das 10 às 18h, no Club Homs - Av. Paulista, 735.
Você não vai ficar de fora, né? Vai ter  a nova linha de produtos Adote um Gatinho com modelos de camisetas superdescoladas, artigos para casa, uso pessoal, papelaria e, claro, para gatos!

 Aceitam  cartões de crédito e débito.

 Lanchonete com comida  pra lá de especial: bebidas, lanches e doces vegetarianos e veganos para recarregar as energias e ainda ajudar os gatinhos (incluindo o famoso hot-dog do Arraial!)
SACOLINHA DE NATAL
 
Dê a um gatinho um Natal de verdade! Participar é muito simples, olha só:
 1. Vá ao Bazar no Club Homs no dia 6/12/15
 2. Escolha um gatinho (ou mais!) para ganhar uma sacolinha
 3. Escolha a sacolinha que você quer dar E PRONTO!

São 3 tipos de sacolinha e cada uma tem um valor, de acordo com o conteúdo:

OURO -  RR$ 140: Caminha + areia + ração + vacina + vermífugo + brinquedinho
PRATA -  R$ 80: Caminha + ração
BRONZE -  R$ 60: Areia + vacina + vermífugo + brinquedinho
PARCEIROS
 


Mais de 25 parceiros vendendo seus produtos: artigos para gatos e para amantes de gatos, produtos para casa e presentes para amigos e parentes. Vejam quem estará presente: Virgínia Caldas, Miau com Arte, Gatatuca, Hanna Banana, Satii, Pepe Cats, Cat My Pet, Felinus, Camanimal, Mevely Patch, Paula Guima, Laço de Gata, PetGames, Zizucats, Ceva, Confeito a Dois, Blue Birds, Dona Pet, Gato Moderno, Dona Maria, La Vie Vegan, By Cakes, Oh My God Sayuri, Love Cats Chic, Much Love Shop e Ceramicats.
DATA E LOCAL
 
Quando: 6 de dezembro, das 10 às 18h.

Onde: Club Homs - Av. Paulista, 735 - Cerqueira César

Entrada franca
Acesso para pessoas com mobilidade reduzida

Por quê ir ao Bazar de natal do AUG? Para ajudar os  gatinhos! O Bazar existe para  ajudar a passar os meses mais difíceis do ano, dezembro e janeiro, quando o volume de doações e adoções cai bastante devido às festas e às férias. Os resgates e tratamentos dos gatinhos, por outro lado, não param nunca!


Formas de ajudar a ong Adote um Gatinho 

É só clicar  na imagem abaixo , para ver as formas de ajudar .




sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Cão esquimó uma espécie em desemprego ?



  As pessoas que vivem nas regiões polares estão tornando motorizadas. No Alasca e nas terras do norte do Canadá, elas viajam em autos adaptados à neve. Conseguirá o veículo a motor substituir o trenó puxado por cães? Provavelmente, sim. Será o fim de uma tradição, mas os cães esquimós terão férias. O Cão esquimó tem excelentes qualidades. Ele é muito resistente. Dorme ao relento e enfrenta a nevasca e o frio cortante. Sua pelagem consiste em longos e duros cabelos e uma espessa manta lanosa que isola do frio.
  O cão esquimó é incansável na trilha. uma equipe de cães pode viajar 300 quilômetros por dia e, durante os nove meses de inverno, percorrer mais de 8000 quilômetros.



  Ele evita as irregularidades do terreno e parece sempre saber onde se encontra. Se um trenó é apanhado por uma nevasca, os passageiros desatrelam os melhores cães para usá-los como guias para chegar ao acampamento. Como um bom cão de caça, o cão esquimó segue o rastro de caribus, ursos polares e raposas. Todas as qualidades do cão esquimó se somam às dos companheiros para formar uma equipe unida, dirigida por um chefe. Este garante sua liderança a dentadas.



                         Classificação  Biogeográfica :Região Ártica e Região Neoártica  ( América do Norte ,Groenlândia e Islândia )   
                        Classificação Ecológica  : Regiões Polares 
                        Classificação  Zoológica : Mamíferos 
                        Filo : Chordata 
                       Classe : Mammalia 
                       Ordem : Carnívora  
                       Família : Canidae    
                       Características : ( Malamute )
                       Altura  : 60cm   
                       Peso : 35 quilos  
                      As pernas  tem músculos  fortes  e ossos  pesados 
                      Nariz  pontudo 



           

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Peixe Borboleta bonitos no aquário , mas difíceis de pegar


Nos mares tropicais , entre a risca vegetação que cobre o fundo , clarões de cores brilhantes riscam a água límpida . São  os peixes - borboletas  de pequenos a médios , brilhantemente  coloridos com delicadas  tintas e uma infinita  variedades de desenhos . Há  cerca de 150 espécies , encontradas em todo  o oceano Índico  e no Pacífico ocidental .
Sua beleza lhe fez merecer  o nome de borboletas - do - mar ou anjos- do mar . Vivem em cardumes , nos labirintos dos recifes  de coral , abrigando-se ao menor alarme e alimentando-se de pequenos  invertebrados . muitos tem um nariz característicos , alongado em forma de tubo , a boca prolongada apresenta delicados dentes. A habilidade em esconder-se torna difícil sua captura . Algumas espécies são de água  doce e estão entre os mais belos peixes que podem ser criados em aquários . O caetodonte  dourado é particularmente valioso . Seu corpo é pintado com listras em amarelo , branco , azul - pálido , preto e pardo . Sua barbatana dorsal , lançada para trás , com finos filamentos em forma  de chicote , tem-lhe valido  o nome de cocheiro . Todas as espécies  são lindas .


Classificação Biogeográfica : Região Oriental 
Classificação Ecológica : Oceanos 
Classificação Zoológicas : Peixes 
Filo : Chordata 
Ordem: Perciformes
Família : Chaetodontidae
Características 
Comprimento : até 20 cm 
Habitat : Barreiras de recifes  dos mares tropicais e subtropicais 
Carnívoros 




Hamster é uma boa opção de bicho de estimação para quem sai muito

De hábito noturno, eles são opção para quem passa o dia fora, mas não abre mão de um animalzinho. Ao chegar a casa, o bichinho estará no maior pique, correndo sem parar em sua rodinha de exercícios. Não ouse deixar um hamster sem ela. Ele também precisa desgastar os dentes, que crescem constantemente. Ração e brinquedos próprios ajudam.



Da classe dos roedores, tal como a chinchila, o porquinho- da-índia, o esquilo-da-mongólia, o topolino, os ratos e camundongos, os hamsters vivem no máximo dois anos. Se o apego é muito grande, é bom considerar essa questão ao escolher o pet. No Brasil, é comum achar três espécies: o sírio, de maior porte; o chinês e o anão russo. Todos são carismáticos e de custo baixo, mas o kit necessário para criá-los exige um investimento na faixa de R$ 200. É imprescindível uma gaiola própria para hamster, com a rodinha, pois ele passa a noite correndo. Para evitar barulho, há opções de acrílico, mais silenciosas. Eles também gostam de entrar em canos, que lembram suas tocas.



Também é necessário serragem, bebedouro em forma de chupeta e coxinho para a ração. Há, no mercado, mix de sementes,  mas  elas não têm as vitaminas necessárias. Também são gordurosas e moles, não ajudando no desgaste dos dentes. O ideal é a ração extrusada, própria para hamster, em forma de palet e equilibrada.




O contato do dono com o hamster deve começar cedo. É importante que ele seja colocado na mão para se acostumar. As crianças devem fazê-lo com supervisão, porque o bichinho é ágil e frágil e, se cair, pode se machucar facilmente.  Territorialistas, só aceitam outro na gaiola se forem criados assim desde cedo. E, nesse caso, é bom que sejam de sexos diferentes. Um casal vai significar uma ninhada atrás da outra.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Pássaro Bule - Bule exagerado bicador de frutos



Este pássaro castanho ou verde é louco por frutos maduros . Ás vezes ,ele até adoece por ter comido um fruto já fermentado .
Algumas espécies  cantam tão bem que já foram até confundidos com rouxinol.Eles apresentam dois tufos de cabelo de cada lado do bico , uma espécie  de bigode que serve para capturar e prender os insetos que comem. Os Bule-Bules são encontrados em toda a África do Sul, havendo também espécies asiáticas. O vermelho de bigodes , o de cara branca  e o preto são três das muitas  espécies conhecidas .
A exibição de namoro feita pelo Bule- Bule é incomum .  Ao aproximar -se da fêmea , o macho arrepia as penas e mostra as manchas coloridas que ornam seu corpo junto á base da cauda . A fêmea bate as asas e canta um canto especial . O ninho no ramo baixo de uma árvore , é feito de capim , gravetos e pedacinhos de bambu . A fêmea põe e choca de três a cinco ovos ( em geral , quatro ) e o macho alimenta-os enquanto ela permanece no ninho . Ele também se mantém vigilante contra possíveis inimigos  , mangustos , corvos , corujas e outros predadores . Os Bule- Bules sabem que a força está na quantidade . Quando o alarme é dado , o bando se reúne e ataca o inimigo . 



Classificação Biogeográfica : Muito difundido 
Classificação Ecológica : Florestas tropicais e Pradarias 
Classificação Zoológica : Aves 
Filo: Chordata 
Ordem : Passeriformes 
Família : Pycnonotidae

Características : Crista de penas atrás do pescoço 
Ovos : 3 a 5 por vez 
Período de incubação : 10 a 15 dias 



terça-feira, 17 de novembro de 2015

O que você deve saber antes de adquirir uma Calopsita

Antes de adquirir uma Calopsita vocês precisam saber de alguns detalhes importantes que podem fazer a diferença na hora da aquisição. Antes de tudo, essa ave é um animal como qualquer outro, além disso, são extramente frágeis e dependentes totalmente do dono, portanto tenha certeza de que se comprometerá com um novo pet como por exemplo se você viaja com freqüência ou passa muito tempo fora de casa; existem amigos ou familiares que podem cuidar de sua ave em caso de emergência; se já tem outros pets em casa, como será essa convivência entre eles; e por último se você está disposto a arcar com todos os gastos necessários como alimentação, instalações (gaiolas e viveiros adequados para abrigar uma ou mais calopsitas) e consultas veterinárias.
Existem dois tipos de Calopsitas à venda no mercado, a calopsita mansa e a calopsita arisca. A diferença entre as duas é que a ave mansa ela é criada desde filhote com a papinha industrializada e fornecida pelo ser humano, então ela já cria desde cedo um vínculo com as pessoas, já a ave arisca não tem esse convívio e ela é alimentada pelos pais.



Origem da calopsita :
Originária da Austrália onde podem ser vistas na natureza, a Calopsita é a menor da família das Cacatuas. Seu nome científico é Nynphicus hollandicus que significa ‘Deusa da Nova Holanda” nome da Austrália até 1804. Em 1838, John Gould, ornitólogo inglês, autor bem sucedido de livros sobre história natural, visitou a Austrália objetivando conhecer sua fauna, até então pouco conhecida e realizar ilustrações de aves. Foi a partir de seu retorno em 1840, através dos livros e ilustrações divulgadas, que o público teve sua atenção chamada para a beleza das aves daquele continente, especialmente a Calopsita. Ainda é creditado a este pesquisador o fato de ter sido a primeira pessoa a levar Calopsitas para fora da Austrália, contribuindo decisivamente para a divulgação da espécie.
Por volta de 1884, a Calopsita já se encontrava bem estabelecida nos aviários europeus, entretanto, como na natureza só existia um padrão de cor, a disseminação maciça dessa ave somente ocorreu a partir da primeira mutação, era o Arlequim, pouco antes de 1950. A partir daí, outros padrões de cores foram surgindo, ganhando então a Calopsita, enorme popularidade, sendo hoje um dos pássaros mais criados do mundo.
É o pássaro perfeito e o mais indicado para quem quer uma relação mais íntima com uma ave.
São divertidos e leais ao bando, do qual o dono passa a fazer parte.



Cores e mutações :
Cinza ou Normal (Normal Grey): Essa é variedade selvagem original, que se encontra na natureza, com o corpo cinza e a bordas das asas brancas. Os machos tem a crista e a cabeça amarela, a fêmea é cinza amarelado com a cabeça cinza. Ambos têm na cara manchas arredondadas na cor vermelha, sendo que as fêmeas tem o tom de vermelho mais suave. A cauda do macho é totalmente negra, já na fêmea intercala negro com amarelo na parte de baixo. Em ambos os sexos, os olhos são marrons e o bico cinza escuro, pernas e pés, cinza escuro.
A partir do padrão silvestre, surgiram muitas mutações que acabaram fixando alguns padrões de cores que destacaremos a seguir:
Canela (Cinnamon): As aves são semelhantes ao padrão normal, com exceção da alteração na coloração da melanina, produzindo uma coloração marrom-claro (ou canela). Também as pernas e os olhos são de coloração mais clara. Os machos adultos são um pouco mais escuros que as fêmeas (em razão da maior presença de melanina). Algumas fêmeas podem ter mais amarelo na face do que os machos, além de apresentarem o barramento típico sob as asas da cauda.
Pérola: Mutação que afeta as penas individualmente (há uma falta de melanina no centro de cada pena, individualmente), fazendo com que haja uma falta de coloração uniforme, resultando em penas com coloração em forma de concha. De modo geral, mostram as duas manchas laterais à cabeça, as faces são amarelas salpicadas de cinza, e a crista amarela riscada de cinza. As penas das costas exibem um padrão escamado, resultante da ausência de melanina no seu centro, podendo a cor desta parte das penas variar do branco ao amarelo. As penas das asas são cinza, com faixas amarelas. A cauda é amarela, e o peito e a barriga, listrados de amarelo e cinza. As fêmeas carregam o perolado nas costas, asas, nuca e cabeça, com uma concentração maior nas costas. Os machos adultos podem perder totalmente o perolado, principalmente na cabeça e na nuca.
Lutino: O mais popular e apreciado, são pássaros de cor dominante branca, com olhos vermelhos, pés rosados, crista amarela, bico marfim, cabeça amarelada com bochechas vermelhas. Nas asas e na cauda, também está presente o amarelo. Os exemplares podem apresentar desde um amarelo forte até um branco quase total no corpo. Neste padrão ocorre um defeito de origem genética, caracterizado pela existência de uma área sem penas localizada atrás da cabeça. Fêmea com estrias amarelas na face inferior da cauda e spots amarelos embaixo da asa.


Arlequim: Mutação que causa alteração ou disrupção da coloração normal em áreas randômicas. Esse padrão é muito variável e se apresenta em aves bastantes semelhantes ao normal, até aquelas com poucas áreas de cor cinza, predominando o amarelo claro e apenas algumas penas de coloração cinza. Nota-se que a cabeça exibe um amarelo forte, bochechas bem vermelhas e crista amarela. Idealmente, uma arlequim deve mostrar 75% de penas com ausência de melanina e 25% com presença de melanina. Um arlequim puro tem, idealmente, uma máscara limpa, sem manchas cinzas, uma cauda limpa e penas de vôo com cores balanceadamente iguais nas asas, com simetria perfeita. Existem 4 classificações reconhecidas de arlequim: Arlequim claro (ou light, com 75% ou mais de melanina), escuro (ou heavy, com apenas 25% de melanina), reverso (ou reverse, com manchas apenas nas penas de vôo, tendo o restante do corpo sem melanina) e limpo (ou clear, um pássaro totalmente amarelo ou branco; é também conhecido como lutino de olhos pretos).
Cara branca (Whiteface): Essa mutação causa perda do pigmento psitacina (que confere tons amarelo e laranja), causando a falta da pigmentação laranja e amarela nas bochechas e no corpo. A fêmea tem o corpo cinza, bordas das asas brancas e face interior da cauda com estrias pretas e brancas não apresentando a bochecha, tornando a face inteiramente cinza. O macho segue um padrão parecido com o normal, porém com a face totalmente branca e as cores cinzas com um tom mais escuro, crista cinza e bordas das asas brancas.
Fulvo (Fallow): Semelhante ao canela (também há mudança da coloração da melanina de preto para marrom), mas aqui também ocorre uma diminuição da densidade da melanina, fazendo com que pareçam um canela pálido. O amarelo é mais pronunciado (principalmente embaixo do corpo e crista), olhos são vermelhos e peito é de coloração mostarda ou creme. As fêmeas costumam ser mais bonitas que os machos, por apresentarem cores mais brilhantes. Os sexos são praticamente iguais, tornando-se mais difícil a identificação.
Albino (Whiteface Lutino): Ave inteiramente branca, com os olhos vermelhos e pés rosados, com ausência total de qualquer pigmentação (na realidade, resultam da combinacao de duas mutações: lutino e cara branca). As fêmeas são mais fáceis de ser encontradas, por ser um padrão com herança ligada ao sexo.
Cara amarela (Yellowface ou Yellowcheek): São em tudo semelhantes aos demais padrões, diferindo apenas na cor das bochechas, que, ao invés de serem vermelhas, mostram-se amarelas. A principal diferença entre os sexos é o amarelo da bochecha, que é mais forte no macho. Há três formas dessa mutação (como ocorre com o padrão prata): a dominante simples-fator, a dominante duplo-fator e a recessiva.
Pastel (Pastel face): Apesar de conferir a mesma coloração, o padrão Pastel não deve ser confundido com o cara amarela. Essa é uma mutação sutil, que promove um tom mais brando de todas as cores. Externamente é em tudo semelhante ao cara amarela, mas tem herança genética autossômica recessiva, o que facilita e acelera as combinações entre os padrões, principalmente com aqueles de herança ligada ao sexo. É dominante apenas para o padrão cara branca. Também aqui ocorre duas formas: fator-simples e fator-duplo.
Prata Dominante: São aves que apresentam a cor cinza do padrão normal diluída, mostrando um tom pastel prateado. Os olhos e pernas são pretos, as pernas cinzas, mantendo o amarelo forte das faces e da crista e o vermelho das bochechas, com um prateado mais escuro na região do pescoço. A graduação do prateado varia de ave para ave, sendo a cor dos machos mais brilhante e intensa. A diferenciação entre os sexos pode ser feita do mesmo modo que o padrão normal. Nesta mutação, os genes produzem dois efeitos visuais diferentes, caso ocorram como fator simples ou duplo. Aves fator-duplo são mais claras que as fator-simples, parecendo lutinos, mas com um tom acinzentado; eles retém a marcação mais escura na cabeça, olhos e pés escuros.
Oliva ou Esmeralda (Olive ou Spangle ou Emerald Green)
Se caracteriza, basicamente, por uma coloração canela-esverdeada, podendo variar de claro a escuro, e um padrão de marcação das penas muito característico (que as pessoas denominam padrão de lantejoulas, ou spangled no inglês).
Platinum: Há uma confusão com relação a esse nome, uma vez que na América do Norte chamam de Platinum aves prata dominante. Essa mutação se caracteriza por uma coloração “cinza-fumaça” clara (como eles mesmos definem: smokey-grey), com asas e cauda cinza mais escuro. Bico, pés e pernas são bege-claro Os olhos são vermelhos ao nascer, mas escurecem logo em seguida.


Alimentos proibidos Alguns alimentos não devem ser oferecidos a Calopsita pois podem inclusive levá-la à morte! É importante que quem costuma tratar as Calopsitas e também todos os membros da família, saibam quais são eles:
Alface - Causa diarréia;
Abacate - Leva a morte rapidamente;
Cafeina - consumo totalmente proibido mesmo em pequenas quantidades, pode causar hiperatividade, vômitos, diarréia, batidas cardíacas irregulares e morte;
Chocolate - Causa os mesmos sintomas da cafeína;
Bebidas alcoólicas - O fígado das Calopsitas não consegue metabolizar o álcool, podendo causar lesões cerebrais e morte;
Sal - Os psitacídeos não conseguem excretar sal como nós. Por isso, o consumo de sal causa excesso de urina e consumo de água, depressão, hiperatividade, tremores e até morte.
Gordura - o excesso de gordura pode causar doenças hepáticas, obesidade, diarréia, problemas nas penas, além de afetar a absorção de nutrientes;
Outros alimentos que devem ser evitados: folhas de batata, tomate e feijão, sementes e caroços em geral (principalmente os de maçã, damasco, cereja, pêra, ameixa, pêssego).
A água pode ser considerada o nutriente mais importante para as Calopsitas (depois do oxigênio), economicamente representa o nutriente de mais baixo custo e o maior constituinte do corpo de todos os animais. A Calopsita pode perder quase toda a sua gordura corporal armazenada, bem como mais de metade das suas proteínas e ainda sobreviver. No entanto, a perda de 10% da água corporal, pode causar doenças graves. Sem a reposição da água que é perdida, o resultado será a morte.


Formigas , baratas e gorgulhos como eliminar essas pragas da sua casa

Hoje  vou falar de um outro tipo de animal ,  as pragas domésticas . Formigas , baratas e gorgulhos esses animais procuram ambiente quente  e farto  em alimentos  da nossa cozinha , mas esse é o último lugar em que se devem usar pesticidas  contendo substâncias  químicas  tóxicas .As opções  naturais tem as mesma eficácia , além de serem mais baratas .



A limpeza  deve ser constante
A limpeza é a primeira arma  para  manter as pragas  distantes É muito importante que mantenha a sua casa bem limpa, principalmente a cozinha e o banheiro. Limpe estas divisões várias vezes por semana, coloque uma tampa nos baldes do lixo e não deixe que este se acumule, esvazie o balde frequentemente.
Mantenha as bancadas  da cozinha  limpas e treine os familiares  para limpar o que sujam . Transfira  o que está na despensa  para recipientes  á prova de pragas .Os gorgulhos  em geral vem com você do mercado , e se deixar  pacotes fechados  não só fornece alimento  para  os que já estão na cozinha  como também facilita  a entrada de outros  nos armários .
Fique atento  ás datas de validade e use os alimentos  pela ordem da data . Evite também  comprar  muito dos produtos  que pouco usa .
Limpe os respingos  nas prateleiras  e nos armários  regularmente , lavando  com sabão .Acrescente  algumas gotas  de óleo de cravo -da-índia á água para afastar os insetos .Mesmo que encontre  apenas um ovo  de gorgulho  ou larva de inseto  em um produto , é melhor jogar ele inteiro  fora .

 Como eliminar gorgulhos


Para evitar gorgulhos , espalhe folha de louro  ou cravo-da-índia nas prateleiras  dos armários  e prenda eles com fitas adesivas  do lado de dentro das tampas  dos potes .

Formigas


Elas incomodam  apenas quando  entram dentro de casa , portanto tente incentivá-las  a sair antes de  tomar uma medida .
Evite deixar alimentos descobertos  nas bancadas da cozinha . Limpe respingos  na hora .
Limpe o forno e a grelha  depois de usá-los . Se puder, mantenhas as latas de lixo fora de casa  ou tampadas  como disse  antes .
Coloque vasos de ervas repelentes de formigas ,como hortelã , poejo , arruda  e tanaceto - ou ramo secos delas  nos locais problemáticos .
Crie  uma barreira nos pontos de entrada  das formigas polvilhando um rastro estreito  e contínuo  de pimenta-de-caiena , pimenta-do-reino ou sal no caminho que elas fazem ou faça um risco com giz.
Limpe frequentemente o peitoral da janela com óleo de cravo-da-índia  ou de eucalipto , as formigas não gostam desses cheiros fortes .
Espalhe pó  inerte de terras  diatomáceas  nas fendas  dos armários  , as partículas  afiadas dessa sílica  fossilizada  são fatais  para insetos rastejantes , mas não afetam seres humanos  ou animais .Use o próprio para alimentos , não utilizado nos filtros de piscinas , que pode irritar os pulmões .

Receita de repelente para formigas
Misture partes iguais de geleia  e bórax , coloque em tampas de potes  e deixe no caminho das formigas .Se tiver crianças  ou animais em casa , ponha a isca em embalagens de leite cortadas , vede a parte superior  com fita adesiva e faça furos para que as formigas cheguem á isca .

Baratas


Quanto menos lugares   convidativos,  melhor
Para impedir que as novas entrem , instale telas de boa qualidade em todas as portas e janelas .Conserte  imediatamente  os vazamentos de torneiras e canos , as baratas adoram lugares úmidos , escuros e quentes .Guarde os alimentos  todas as noites , incluindo os dos animais e as sementes dos pássaros .
Movimente regularmente  itens guardados soltos , como sacos plásticos , toalhas e produtos armazenados  debaixo da pia , pois as baratas adoram se alinhar neles .
Coloque armadilhas perto das áreas de procriação das baratas. Experimente preparar uma isca de baixa toxicidade , como bórax misturado com açúcar  ou geleia numa tampa . Guarde as pontas dos pepinos e coloque-as nos armários . Outros repelentes de baratas são grão de baunilha , flores de crisântemo secas e pó de píretro esse último deve ser usado com cautela e rigorosamente de acordo com as instruções da embalagem .Unte o interior de um pote de vidro com óleo , depois encha-o até a metade com cerveja . Elas entrarão , mas não conseguirão sair .Coloque folhas de alface com bicarbonato de sódio em cima dos aquecedores e geladeira.



Receita de veneno caseiro  para eliminar barata

100g de ácido bórico (encontrado facilmente em farmácias);
1 cebola picada em pedaços bem pequenos;
1 colher (sopa) de farinha de trigo.
Misture bem todos os ingredientes. Em seguida, faça bolinhas e distribua pela casa. Caso possua animais, lembre-se de mantê-los afastados da mistura. Outra sugestão é misturar partes iguais de açúcar e gesso e despejá-la em tampinhas de plástico para colocar em armários, móveis e demais lugares estratégicos. O gesso impedirá que a barata se reproduza, além de não fazer mal algum para você e sua família.







segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Roupas para cães é realmente necessário ?

Que vestir os cães faz a alegria dos donos, não há dúvida! Eles ficam tão lindos e irresistíveis, com roupinhas quentinhas.
Cachorros que dormem na parte de fora da casa ficam mais expostos às mudanças do clima, como queda de temperatura, ou até mesmo chuva. Mesmo que o Brasil não tenha tantos dias de frio, é importante cuidar da proteção do cachorro como se cuida dos outros membros da família.




Desvantagem das roupas para cachorros

Alguns cães não precisam de roupinhas

Colocar roupinhas em seu cão somente em dias de muito frio pode ser uma ótima opção, mas não muito necessária. Os cachorros, assim como muitos outros animais, possuem pelos responsáveis pela proteção de seus corpos, com exceção de algumas raças que necessitam de uma proteção maior ainda. Outra grande desvantagem está ligada aos modelos que possuem botões e outros acessórios que os cães podem engolir.

Mesmo que não haja essa necessidade, o universo da moda para cães têm crescido. Entretanto, muitos cães não gostam de usar roupas e esse desejo deve ser respeitado, afinal, sentem-se extremamente incomodados. Em contrapartida, existem pets que adoram esses acessórios e, nesse caso, você está liberado para vestir seu cãozinho, desde que seja com uma roupinha confortável.

Não deixe a roupa no cão por muito tempo !

Por mais leve que o tecido seja, as roupas aquecem o cão e podem acabar acumulando umidade. Por isso, é recomendado que ele não fique vestido o tempo todo, permitindo períodos para a pele respirar e evitando doenças, e dermatofitoses que são doenças de pele causadas por fungos.


Vantagens das roupas para cachorros

Algumas raças, como o Whippet e o Cão de Crista Chinês, precisam de roupinhas
Apesar de as roupinhas para cachorros ter uma grande finalidade estética, a principal vantagem delas é, sem dúvida, a proteção contra a friagem. Algumas raças possuem pelos e subpelos, como é o caso do Husky e do Golden etriever, e não necessitam de nenhuma proteção extra. Em contrapartida, existem outras que têm pelos curtos e, para piorar, a pele e a camada de gordura são finas, como o caso do Whippet, e precisam ser agasalhadas.

Se o seu cachorro adora usar roupas, é uma boa oportunidade para protegê-lo contra o frio e, até mesmo, contra eventuais machucados. Entretanto, deve-se tomar alguns cuidados, de forma que seu pet canino fique bastante confortável. Fique de olho nas dicas a seguir!

Como escolher a melhor roupa para seu cachorro

Dicas para escolher o melhor roupinha para seu cachorro

Uma sugestão para quem busca um modelo ideal é fazer a própria roupa do cão ou encontrar empresas que fabricam roupinhas sob encomenda, de acordo com as medidas do seu animal. Independente da sua decisão, as roupas para cachorros devem estar de acordo com as seguintes dicas:

1. Devem ser confortáveis, nunca coladíssimas ao corpo do animal;

2. De preferência, sem mangas. Os modelos que possuem mangas compridas são extremamente desconfortáveis e costumam atrapalhar a mobilidade do cãozinho;

3. É essencial que a roupa não seja muito comprida, de forma que não fique suja quando o cão fizer suas necessidades;

4. Não escolha itens que possuam botões, borboletinhas ou qualquer outra decoração que esteja ao alcance de seu animal, evitando que ele arranque e engula;

5. E, acima de tudo, não obrigue seu melhor amigo a usar roupinhas, mesmo que ele fique lindo com elas.Preste atenção no comportamento do seu cão usando a roupa e, se ele parecer não estar gostando, tire-a. Se ele ficar com frio, procure cobertores ou mantas, ou alguma outra forma de aquecê-lo, pois o que importa é que ele sempre se sinta confortável.

Modelos de roupas para cachorros

1. Regatas


As regatas são ideais para tempos mais amenos e também são confortáveis por não limitarem os movimentos do animal. Por consequência, são os modelos mais aconselháveis para cães de porte grande.









2. Agasalhos


Os agasalhos para cães são essenciais para raças que possuem pelos curtos. Apesar de serem facilmente encontrados para cachorros de porte pequeno, modelos que possuem um bom espaço para as patas também são ótimos para cães grandes.









3. Vestidos


Os vestidinhos para as cachorrinhas fazem muito sucesso! São mais utilizados em cachorras de porte pequeno e possuem uma finalidade estética, acima de tudo.







Saiba como medir  o  tamanho exato de roupinha para seu pet

a) Coloque seu cão com as quatro patas apoiadas, sem ficar encurvado, nem inclinado.
b) Verifique a região no pescoço onde você coloca a coleira.
c) Verifique a região lombar do cão (final da coluna perto da cauda).
d) Meça a distância entre essas duas regiões e compare com o tamanho da roupinha em centímetros de comprimento. No nosso site, em cada produto de categoria roupas, disponibilizamos uma tabela super simples para que você possa ver qual é a melhor opção.
e) Para não ter erro, é melhor ficar um pouco mais folgado do que apertado.
f) Os tamanhos de cada modelo divergem em relação ao comprimento do mesmo. Sempre compare o modelo com a medida do seu cão em comprimento.


Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...